Power on! Dando início ao avivamento pessoal.

Atualizado: 2 de jan. de 2019


"Algum tempo depois, Jesus subiu a Jerusalém para uma festa dos judeus. Há em Jerusalém, perto da porta das Ovelhas, um tanque que, em aramaico, é chamado Betesda, tendo cinco entradas em volta. Ali costumava ficar grande número de pessoas doentes e inválidas: cegos, mancos e paralíticos. Eles esperavam um movimento nas águas. De vez em quando descia um anjo do Senhor e agitava as águas. O primeiro que entrasse no tanque, depois de agitada as águas, era curado de qualquer doença que tivesse. Um dos que estavam ali era paralítico fazia trinta e oito anos. Quando o viu deitado e soube que ele vivia naquele estado durante tanto tempo, Jesus lhe perguntou: "Você quer ser curado? “ Disse o paralítico: "Senhor, não tenho ninguém que me ajude a entrar no tanque quando a água é agitada. Enquanto estou tentando entrar, outro chega antes de mim”. Então Jesus lhe disse: "Levante-se! Pegue a sua maca e ande”. Imediatamente o homem ficou curado, pegou a maca e começou a andar. Isso aconteceu num sábado, e, por essa razão, os judeus disseram ao homem que havia sido curado: "Hoje é sábado, não lhe é permitido carregar a maca”. Mas ele respondeu: "O homem que me curou me disse: ‘Pegue a sua maca e ande’ ".

João 5:1-11


É possível vivermos um cristianismo avivado, como também é possível vivermos um avivamento sonolento. Para vivermos o verdadeiroo avivamento, primeiro é necessário despertar! E para despertar, é necessário nos inconformar!


Porque na verdade nada vai sair do lugar, se o mais interessado (nós) não se incomodar.

Precisamos nos importar mais.. precisamos deixar de ser filhos que não se importam com as notas da faculdade, porque não somos nós que pagamos, ou de sermos filhos que não zelam pelas nossas coisas, porque não fomos nós que pagamos o preço do trabalho para adquirir, nem que não se importa com a própria vida e se lança em caminhos que não são bons porque quem paga o preço e chora, são os nossos pais.


É como o filho que não se importa com o Reino, porque quem pagou o preço na cruz foi Jesus...

Nesta história relatada pela bíblia no livro de João 5, conta-nos que Jesus estava agora de frente a um homem que estava há 38 anos desistido e a prova disso eram os argumentos negativos que ele tinha, que já estavam prontos! Quais argumentos você tem colocado frente as dificuldades? Argumentos negativos ou positivos? Não é o que você pensa em fazer que vai avivar a sua vida, mas o que você de fato faz!





Quais atitudes temos tomado para trazer esse avivamento? Jesus não pensava se ia ao deserto jejuar e orar, não pensava 2x antes de se aproximar de leprosos. Jesus não ficou pensando duas vezes se ia curar o paralítico por conta do sábado, mesmo sabendo que a “treta” rolaria!


Não pensamos duas vezes antes de dar um mergulho no pecado, pelo contrário,

pulamos dando “mortal pra trás”.


No verso 14 do Livro João 5, Jesus diz:

"Olhe, você está curado. Não volte a pecar para que algo pior não aconteça."

Precisamos entender que o processo de acender a chama é difícil, mas para apaga-la é extremamente fácil. É sempre mais fácil relaxar em Deus, do que acordar pra ele! Por tantas vezes pedimos por avivamento mas no fundo, não temos incômodo algum!


Nós precisamos ter sede e fome pela transformação individual e coletiva!


Responda a estas perguntas:

- Você quer ser curado?

- Você quer ser avivado?

- Então pega todos os teus argumentos e joga no lixo, se levanta e seja avivado!



A curiosidade é que Jesus manda aquele homem levar a maca. Se ele agora anda, porque precisaria da maca? Na verdade aquela  maca representava o "confronto" que o mundo tem ao ver alguém avivado e muitos irão dizer: “Ei, hoje é sábado. Você não pode carregar uma maca!” “Ei, larga essa bíblia, hoje é dia de curtir”, “Ei, esquece esse povo, se afasta deles, são um bando de loucos!” Você já ouviu algum desses questionamentos? Se um dia chegar a ouvir, você irá responder como aquele homem: “O homem que me curou disse; pegue a maca e ande”, “o homem que me salvou disse: se você me ama, obedeça a minha palavra”, “O homem que me salvou disse: ame ao próximo!”, “O homem que me salvou disse: Leve o evangelho até os confins da terra”.


Nós estamos muito acostumados a pensar que Deus tem projetos pequenos conosco! Estamos acostumados a estudar para uma prova sem pensar que um dia virá um mega cliente. Estamos acostumados a fazer orações medíocres, porque já não cremos nas orações ousadas! Estamos acostumados a fazer o mínimo para Deus, porque já não entendemos o tamanho do ministério que ele pode ter para nós!


Chegou o tempo de despertar! Já deu de ficar tanto tempo sentado sendo o melhor

amigo dos argumentos. Power on!


Artur Teixeira

Boa Jovem / 04.08.2018


(Texto: Karine Assis | Fotos: Vinícius Castro)

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon